Clã 45 em Caminhada na Escócia

Ao fim de muitos meses de preparação e de alguns altos e baixos, o clã 45 do Agrupamento 626 de Linda-a-Velha, partiu para a Escócia no inico do mês de agosto para realizar a Caminhada que não parecia possível.

Chegámos a Edimburgo no dia 2 de agosto e começámos a nossa aventura rumo à sede do “104th Edimburgh North East Scout Group”, onde passámos duas noites e tivemos o privilégio de conhecer o chefe Martin, que nos deu alguns conselhos e dicas muito úteis sobre a cidade. Guardámos o material e seguimos para a primeira parte da nossa Caminhada. Visitámos Edimburgo, tanto a cidade nova como a velha, onde vimos muitas coisas, tais como, o Castelo, o Museu Nacional da Escócia, a Rose Street, o Parlamento escocês e o Arthur´s Seat. Durante o tempo que estivemos em Edimburgo tivemos a oportunidade de tomar um pequeno-almoço tipicamente escocês num café e adorámos a experiência.

Saímos da capital da Escócia rumo a Brich of Orchy, onde tivemos a chance de usufruir de uma viagem de autocarro deslumbrante, com paisagens maravilhosas. Ao longo de 3 dias percorremos parte do trilho da West Highland Way, começando em Inveroran e a acabar em Fort William, cumprindo um total de cerca de 70 quilómetros. No fim do primeiro dia, ao chegar a Kingshouse procurámos um local no trilho onde desse para fazer “Wild Camping” (Acampamento Selvagem) e montámos as tendas, aproveitando para descansar. No dia seguinte, o cansaço já pesava, mas saímos para a segunda parte do trilho com uma motivação extra, a de um banho quente ao final do dia. Mais uma vez, vimos paisagens de tirar a respiração, e fizemos uma das partes mais desafiantes do percurso: A escadaria do diabo “Devil´s Staircase”. Foi uma parte puxada, mas sem dúvida compensou quando chegámos ao topo da montanha e observámos aquela paisagem. Chegámos ao fim do trilho no segundo dia e fizemos um desvio para irmos dormir num parque de campismo, onde tomámos o tão esperado banho quente que nos trouxe uma sensação indescritível. No dia seguinte acordámos cansados, mas felizes e prontos para percorrer a última etapa do trilho, de Kinlochleven até Fort William. Foi o dia onde caminhámos mais e quando chegámos ao fim sentimo-nos muito bem, pois conseguimos alcançar todos os nossos objetivos. Dormimos mais uma vez em campismo selvagem, mas desta vez encontrámos umas escuteiras de Hamburgo. Acabámos assim o nosso trilho e ao longo de todo o caminho tivemos a companhia de “Midgets”, milhares de insetos minúsculos. Durante o percurso, sempre que parávamos, ficávamos rodeados destes mosquitos, o que nos obrigava a colocar uma rede para tapar a cabeça. Ainda bem que fomos preparados com as redes senão seria muito mais complicado conviver com eles!

Contudo, a nossa viagem não acaba aqui. Visitámos Fort William, onde se encontra a estátua do Homem dos pés doridos (Final da West Highland Way) e seguimos de autocarro para Fort August. Em Fort August, fomos até ao início do Loch Ness, um lago muito conhecido pelas lendas do monstro (mas não tivemos o privilégio de o encontrar). Apreciámos a vista e seguimos caminho até Inverness, onde visitámos a cidade e fomos à missa em St Mary´s Roman, onde conhecemos o Padre Laurence. Seguidamente, fomos para a igreja de Saint Ninian´s onde tivemos o privilégio de conhecer o Dennis, um escocês que como todos os que passaram pelo nosso caminho, foi muito simpático e atencioso. Acampámos no jardim desta igreja e esta foi a última noite de acampamento. Seguimos numa longa viagem de autocarro até Edimburgo, onde aproveitámos para ver mais alguns locais e para jantar a última refeição num restaurante típico escocês, o The Ox. Voltámos para a sede, para preparar tudo e saímos para o aeroporto de madrugada, para apanharmos o voo até Portugal.

Esta caminhada desenvolveu o espírito do nosso clã e provámos que conseguimos dar um pontapé no “im” do “impossível” desafiando-nos a sair da nossa zona de conforto. Ficámos muito orgulhosos de nós e do nosso percurso até aqui.

Texto e fotografias: Beatriz Couceiro, Agrupamento 626 Linda-a-Velha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Website protegido por reCAPTCHA. Aplica-se a Política de Privacidade e os Termos de Serviço da Google.

Trabalho conjunto entre CNE e MSC

O Seminário Torre D’Aguilha acolheu no fim de semana a Cimeira Ibérica e ainda o encontro no âmbito projeto de Proteção na Infância.

Portuguese Work Party está de volta

Passados três anos desde a última edição, a Portuguese Work Party está de volta! Esta atividade épica realiza-se na Suíça, no Kandersteg Internacional Scout Centre (KISC).