CNE premio cidadao europeu 2020

CNE distinguido com o Prémio “Cidadão Europeu 2020”

Ivo Faria, Chefe Nacional do CNE, recebeu hoje, no Parlamento Europeu, em Bruxelas o “Prémio do Cidadão Europeu 2020”, onde o CNE foi distinguido pelo projeto “Educação para a cidadania ativa, empoderamento dos jovens e desenvolvimento de competências”.

O Parlamento Europeu atribuiu ao Corpo Nacional de Escutas (CNE) – Escutismo Católico Português o “Prémio do Cidadão Europeu 2020”. A distinção destacou o trabalho da associação ao nível da educação e formação dos jovens para a cidadania ativa e para o desenvolvimento de competências.

O CNE foi candidato ao Prémio no ano de 2020 por proposta do eurodeputado José Manuel Fernandes. Este prémio tem como objetivo “recompensar atividades excecionais desempenhadas por cidadãos, grupos, associações ou organizações nos domínios da promoção de uma maior integração dos cidadãos europeus, cooperação, reforço do espírito europeu e no âmbito dos valores consagrados na Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia”.

Ivo Faria, acompanhado por Pedro Carvalho da Equipa Nacional de Jovens Porta-Vozes, recebeu hoje o prémio, durante a cerimónia de entrega dos prémios no Parlamento Europeu, em Bruxelas.

Para o Chefe Nacional do CNE este prémio é um reconhecimento do trabalho feito “essencialmente, nos nossos Agrupamentos, nas nossas Unidades, com tantas crianças e jovens empenhados nas suas comunidades e no seu próprio crescimento. É também um justo reconhecimento para os milhares, e milhares de voluntários que ajudam estas crianças e jovens a assumir cada vez mais um papel construtivo na sociedade, na sua comunidade.”

Por fim Ivo Faria reforça que o Escutismo Português em geral foi premiado “diria que é um prémio que reconhece, não só o Escutismo Católico, mas o Escutismo português em geral, e também o Guidismo. Temos objetivos comuns, é muito mais o que nos une do que o que nos distingue. Por isso sinto que este é um reconhecimento para todos. Para estas associações irmãs que trabalham todos os dias para uma sociedade cada vez mais justa, feliz e com espírito de equipa e trabalho em comum. Este é um dia feliz para o CNE”

Recordamos que o CNE foi o único candidato português a merecer esta distinção.

Texto: Susana Micaela Santos.
Fotografia: Pedro Carvalho

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *