Dia Internacional da Mulher

Neste dia 8 de março queremos destacar o papel de todas as mulheres e meninas que fazem parte deste movimento e que, desempenham diversas funções fundamentais na organização, contribuindo para a formação de futuras gerações de cidadãos conscientes e atuantes.

O Dia Internacional da Mulher, celebrado a 8 de março, é uma data importante que remonta ao início do século XX, com um forte significado político e social.

A data foi oficialmente reconhecida em 1977 pela Organização das Nações Unidas, estando a sua origem relacionada com os movimentos feministas e de luta pelos direitos das mulheres.

O Dia Internacional da Mulher é celebrado em muitos países do mundo. É um dia em que as mulheres são reconhecidas pelas suas realizações, independentemente das divisões, quer sejam elas nacionais, étnicas, linguísticas, culturais, económicas ou políticas.

História do Dia da Mulher

No final do século XIX e início do século XX, as mulheres enfrentavam uma série de desafios e restrições em diversas áreas da sociedade. Eram excluídas do mercado de trabalho, não tinham direito ao voto e eram frequentemente tratadas como cidadãs de segunda classe. Foi nesse contexto que surgiram os primeiros movimentos feministas, que lutavam por igualdade de direitos e melhores condições de vida para as mulheres.

O Dia da Mulher tem as suas raízes numa série de protestos e manifestações realizados por diversos movimentos ocorridos nos Estados Unidos e na Europa, que buscavam o reconhecimento dos direitos das mulheres e o fim da discriminação de género. Um dos marcos mais conhecido é o incêndio na fábrica Triangle Shirtwaist, em Nova Iorque, em 1911, que resultou na morte de 146 trabalhadoras, a maioria mulheres. Esse trágico evento chamou a atenção para as condições precárias de trabalho e a falta de segurança das mulheres na época.

Desde então, o Dia da Mulher tem sido celebrado como uma ocasião para refletir sobre as conquistas e os desafios enfrentados pelas mulheres ao longo da história. Por um lado, houve avanços significativos na luta pelos direitos das mulheres, como a conquista do direito ao voto, a entrada massiva das mulheres no mercado de trabalho e a luta contra a violência de género. Por outro lado, ainda há muito a ser feito para garantir a igualdade de género em todos os aspetos da sociedade.

ODS 5: Igualdade de Género e o Escutismo

Celebrar o Dia Internacional da Mulher é reforçar a importância da igualdade de género promovendo a conscientização sobre a necessidade de se combater a discriminação e o preconceito para a promoção da equidade e da justiça social.

É um momento de reflexão e de mobilização para promover a igualdade de direitos e oportunidades para todas as pessoas, independentemente do género onde se luta por uma sociedade mais igualitária e inclusiva para todos. Este dia enfatiza especialmente o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 5, referente à igualdade de género cujo compromisso global é promover a igualdade entre homens e mulheres em todas as esferas da sociedade – desde a eliminação da discriminação de género, o empoderamento das mulheres e meninas, e a promoção de oportunidades iguais para ambos os sexos.

Sendo parte integrante na formação não-formal de jovens, o CNE juntamente com o Departamento Nacional dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (DNODS) visa procurar e desenvolver nos seus jovens o seu caráter, habilidades e valores contribuindo para a construção de uma sociedade mais justa, solidária e igualitária, onde se promove o respeito pela diversidade, incentivando a participação equitativa de rapazes e raparigas em todas as atividades e cargos dentro da organização. O CNE está empenhado em criar um ambiente inclusivo e seguro para todos os seus membros, onde rapazes e raparigas possam crescer e desenvolver-se sem serem limitados por normas de género ou preconceitos.

Neste dia 8 de março queremos destacar o papel de todas as mulheres e meninas que fazem parte deste movimento e que, desempenham diversas funções fundamentais na organização, contribuindo para a formação de futuras gerações de cidadãos conscientes e atuantes. A valorização e o reconhecimento de todas as mulheres e meninas escuteiras é essencial para fortalecer o movimento e promover a igualdade de género em todas as áreas da sociedade.

Texto: Departamento Nacional dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Fotografia: Arquivo CNE.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


O período de verificação do reCAPTCHA expirou. Por favor recarregue a página.

Website protegido por reCAPTCHA. Aplica-se a Política de Privacidade e os Termos de Serviço da Google.

Kandersteg Digital Work Party

O Centro Escutista de Kandersteg está a organizar pela primeira vez uma International “Digital” Work Party para todos os escuteiros com conhecimentos em programação ou tecnologias de informação.

ler mais »

MOOT 2025, envolvimento local

A organização do World Scout Moot 2025 pede o apoio e a mobilização dos Agrupamentos do Corpo Nacional de Escutas e grupos locais da Associação de Escoteiros de Portugal, a fim de colaborarem no desenvolvimento de uma das partes mais importantes da atividade: os Paths (Trilhos).

ler mais »