Equipa Entre Linhas prepara novos planos de ação

Realizou-se este fim de semana (7 e 8 de maio) mais uma reunião da equipa de desenvolvimento do projeto Entre Linhas – A sexualidade humana: entre a natureza, a cultura e a liberdade.

A reunião da equipa do projeto Entre Linhas foi a 5º reunião presencial, intercalada por mais de 10 online – a pandemia obrigou a muitas adaptações (e ainda continua a fazer sentir os seus efeitos). Este projeto começou há cerca de um ano e meio, sendo coordenado pelo Assistente Nacional do CNE, Pe. Luís Marinho.

Foram constituídas duas equipas (de coordenação e de desenvolvimento), fizeram-se várias reuniões onde várias personalidades, com competências e especialidades díspares (13 convidados), deram o seu contributo. Foram ouvidos os jovens (caminheiros e dirigentes), em 9 e 10 de outubro passado, em Calvão (Região de Aveiro).

Estas abordagens plurais podem ser sintetizadas nos seguintes tópicos: A importância de fazer este caminho sinodal de escuta na Igreja e no CNE; Não se pretende chegar a conclusões definitivas (está a abrir-se um processo estruturado); Um espaço de diálogo interdisciplinar; O empenho em ouvir os jovens deve ser levado muito a sério pois, de contrário, há o risco de a proposta cristã tornar-se irrelevante.

Os próximos passos são: Redigir um documento sobre “a afetividade e sexualidade” no programa educativo do CNE, para um diálogo estruturado dentro do CNE e com os vários parceiros do projeto; Elaborar módulos de formação (para todos os níveis de formação de dirigentes do CNE), a partir do documento, e construir algumas propostas pedagógicas para os escuteiros; Organizar 12 sessões de formação para os educadores/dirigentes do CNE espalhadas por todo o território nacional (durante o próximo ano pastoral); E organizar um seminário nacional de reflexão sobre esta temática (também durante o próximo ano pastoral).

O trabalho está em curso. Mais de 90 pessoas fizeram chegar as suas opiniões através de um formulário online. Este continua disponível neste link para que cada um possa fazer ouvir a sua voz.

Texto: Equipa Entre Linhas.

Fotografia: Henrique Matos.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Website protegido por reCAPTCHA. Aplica-se a Política de Privacidade e os Termos de Serviço da Google.

Partilhar experiências no 12º Agora

O 12º Agora decorreu na Macedónia do Norte e Portugal esteve representado através da FEP, com o Corpo Nacional de Escutas, Associação de Escoteiros de

Insígnia SWA Património

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios foi assinalado no Corpo Nacional de Escutas com o lançamento da insígnia “Patrimonito” da Organização Mundial do Movimento