Por mares nunca dantes navegados

O Curso de Animadores de Formação (CAF) realizou-se nos Açores. A grande Odisseia, iniciou a sua rota e atreveu-se a navegar “Por mares nunca dantes navegados”.

A “Armada” reuniu 22 tripulantes (formandos) provenientes de sete, das nove ilhas dos Açores que se juntaram aos 7 almirantes (equipa de formadores) desafiados a conduzir a armada através desta aventura e desafiando-os a navegar mais além nesta grande viagem rumo à aprendizagem, rumo à partilha e à nobre missão de ser formador do CNE.

Reunidos no Centro de Formação do Belo Jardim, na ilha Terceira, outrora palco de grandes feitos na rota dos navegadores, os dirigentes deram início à grande viagem no passado dia 4 de novembro e vão já na segunda etapa, enfrentando ventos fortes e novos desafios. Foram desafiados a ultrapassar todos os obstáculos que se impõe à missão de conduzir, orientar e apoiar os dirigentes na missão e no compromisso assumido para com o CNE.

As primeiras etapas desta viagem, realizaram-se com ventos favoráveis à navegação. Hastearam-se as velas com o empenho, entrega e dedicação de todos os tripulantes tendo estes manifestado a sua satisfação pelo rumo tomado e pelos conhecimentos adquiridos. Entusiasmados, aceitaram o desafio de continuar nesta viagem que decorrerá nos primeiros meses do próximo ano, com encontro marcado na mesma ilha e em porto seguro.

Acreditando que a árvore plantada simbolicamente por todos dará bons frutos, o rumo está traçado para todos os que aceitaram este desafio.

Pedro Câmara, do agr. 1065 São Sebastião, refere que «Quando embarquei na viagem CAF – Açores 2022, estava longe de imaginar o quão interessante e desafiante seria. Se o Escutismo tem por objetivo contribuir para o desenvolvimento integral das crianças e dos jovens que fazem parte do Movimento, nas suas diferentes secções, atento às particularidades individuais, também tem investido, sobremaneira, na formação dos dirigentes que contribuem para este progresso pessoal». Este dirigente acrescenta ainda que «Durante o curso, partilhamos práticas, estratégias, iniciativas, desejos, sonhos, vitórias, derrotas, sorrisos, abraços e lágrimas e crescemos, porque há sempre espaço para crescer e para desenvolver competências. Haja vontade. E há! O grupo assim o revela e o grupo de formadores a isso nos incentiva. São muitos os desafios que enfrentaremos ao longo desta expedição até à conclusão do curso, mas estou certo de que estamos na companhia certa!».

Vê na galeria as imagens do CAF Açores!

Texto e Fotos: Emília Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Website protegido por reCAPTCHA. Aplica-se a Política de Privacidade e os Termos de Serviço da Google.