Região do Porto dinamiza Encontro Regional de Chefes de Agrupamento

Não existe ensino que se compare ao exemplo!” (Baden Powell)

B-P lança o mote, ao fazer do exemplo o grande trunfo que cada um de  nós pode usar para cumprir da melhor forma a sua missão.

Sabendo do valor do papel dos Chefes de Agrupamento na vida e dinâmica dos  Agrupamentos e da importância do exemplo para as crianças, jovens e adultos que lhes são confiados, a Junta Regional convidou todos os Chefes de Agrupamento e Chefes de Agrupamento Adjuntos para o Encontro Regional de Chefes de Agrupamento (ERCA), que decorreu no dia 18 de setembro, nos terrenos anexos à sede do Agrupamento 640 de Santa Maria da Feira.

80 Dirigentes aceitaram o desafio de viver o dia, dedicado à sua missão enquanto Chefes de Agrupamento, tendo sido divididos em oito grupos de trabalho onde foram discutidos temas de interesse para os Chefes de Agrupamento e seus Adjuntos tais como: Protocolo; Gestão de equipas e conflitos; Envolvimento na Comunidade; Captação e fixação de elementos; Animação da Fé; Missão do Chefe de Agrupamento; Três boas práticas.

Durante a tarde, num ambiente bucólico e relaxante, tendo como cenário de fundo o Castelo de Vila da Feira, os participantes foram rodando pelos diversos workshops, animados por empenhados e competentes formadores da região.

Em jeito de encerramento, as diversas equipas reuniram-se para partilhar uns com os outros as conclusões desta tarde de trabalho, tendo Bento de Sousa Lopes, Chefe Regional do Porto, aproveitado a oportunidade para agradecer a participação e o empenho demonstrado pelo participantes em aprender e referiu que “é necessário ser dotado de uma dose de espírito de sacrifício considerável pois o cargo de Chefe de Agrupamento é um cargo muitas vezes solitário, difícil de desempenhar e que exige constante trabalho para, como primeiro e principal formador do Agrupamento, projetar experiências e preparar ações mais eficazes que permitirão o surgimento de novos comportamentos”.

Após o jantar, confecionado e servido pelos elementos do Agrupamento 640, seguiu-se a atuação de um grupo musical, que permitiu aos participantes, seguindo todas as regras de segurança em vigor, descontrair e celebrar.

Texto e fotografia: Manuel Joaquim

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *