O Núcleo de Famalicão reuniu perto de 600 escuteiros em atividade anual sob o imaginário”A idade do Gelo à procura da Bolota para Semear a Esperança”.

No passado dia 28 de abril, os escuteiros da Patrulha Corvo, do Núcleo de Famalicão, reuniram-se para a sua atividade anual no ninho de Brufe. Estiveram presentes os 12 agrupamentos, num total de 559 elementos.

As atividades, dinamizadas pelos dirigentes dos vários agrupamentos, foram realizadas sobre o imaginário proposto para este ano “A idade do Gelo à procura da Bolota para Semear a Esperança”.

O dia iniciou-se com a celebração da Eucaristia e, de seguida começaram as atividades.
Todos os escuteiros presentes puderam disfrutar das atividades, tendo cada elemento realizado as que estavam mais dirigidas á sua secção. Mas todas com o mesmo fim, pois todos assumimos que a partir daquele dia iria-mos semear a bolota mágica como Maria pediu.

Uma palavra de agradecimento especial ao Assistente, Padre Francisco e ao Diácono Vítor, ao Chefe de Núcleo de Famalicão, Carlos Pereira, a colaboração da Junta de Freguesia de Brufe e da Câmara Municipal de Famalicão, por terem colaborado com este Projeto.

O êxito deste grande voo da Patrulha Corvo deve-se igualmente ao contributo de todos os agrupamentos de escuteiros e familiares.

Texto de: Manuel Faria. Fotografia de: Agrupamento de Brufe.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


O período de verificação do reCAPTCHA expirou. Por favor recarregue a página.

Website protegido por reCAPTCHA. Aplica-se a Política de Privacidade e os Termos de Serviço da Google.